Páginas

19 de maio de 2011

Não à divisão do curso de Ciências Sociais

A atual situação polêmica no curso de Bacharelado/Licenciatura em Ciências Sociais na UFPA se deve a vontade, por parte da administração do curso, desde a Faculdade até o MEC, de implementar o mais rápido possível e sem muito empecilhos, o novo Projeto Político Curricular (Antigo P.P. Pedagógico), modificando e readequando o curso ao moldes do REUNI.
É certo que formalmente o IFCH não aderiu a esse decreto presidencial, é certo que formalmente os institutos têm sua autonomia perante a universidade, e esta perante o ministério. Mas, em última instância isso não representa nada.
Logo abaixo temos o texto REUNI, expansão sem qualidade que nos dá uma base sobre a questão. E o mais interessante é que vem da luta e discussão de alunos aqui mesmo da UFPA. 
Nessa última sexta (13/05) o CACS foi informado por meio de um documento vindo da professora Andréa Chaves, diretora da faculdade, que o curso de Ciências Sociais já tinha um Projeto Político Curricular a ser submetido à PROEG/UFPA, e que restava aos alunos a apreciação desse PPC e possíveis sugestões. Esse novo PPC foi inteiramente produzido pelo professor Alex Fiuza, que coincidência ou não, foi o reitor da Instituição na época da aprovação do REUNI pela mesma. 
Após a mobilização do CACS para debater a questão com o alunado, surgiu

REUNI, Expansão sem qualidade.

Resolvi que a melhor coisa seria disponibilizar na íntegra esse trabalho de análise feito por estudantes de diversos cursos aqui da UFPA, deixando meu próximo texto mais focalizado nas ações práticas que serão determinantes para as lutas que devemos travar agora no curso. Neste texto o debate se coloca a um ponto que nós devemos alcançar perante o que é posto ao nosso curso de Ciências Sociais hoje. Então aqui está:

REUNI, Expansão sem qualidade

Durante o movimento de ocupação da reitoria, o reitor, atendendo à reivindicação dos estudantes da UFPA que participavam do movimento, firmou compromisso de realizar um plebiscito, de caráter consultivo, acerca da adesão da universidade ao REUNI – Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades, instituído pelo decreto 6.096 de 24.04.2007.
A adesão da universidade a esse programa ocasionará mudanças na estrutura da universidade que atingem diretamente o interesse dos estudantes. É fundamental a abertura de um debate que tenha por objetivos: esclarecer o que é o REUNI; quais seriam as conseqüências acarretadas pela adesão ao programa e o que devemos fazer frente ao problema.
O que é o REUNI?

Em linhas gerais, o REUNI é um programa do Governo Federal, instituído por decreto presidencial,